Freguesia de Fervença

Caras e caros amigos,
Chamo-me Eulália Gonçalves, tenho 43 anos e sou natural e residente na freguesia de Fervença, em Celorico de Basto. Sou licenciada em enfermagem, no Instituto Jean Piaget do Nordeste, exercendo esta profissão desde 2001 na extensão de saúde de Fervença.
Estou aqui para vos dizer que decidi aceitar o desafio proposto pelo Partido Socialista de ser candidata à junta de freguesia de Fervença. Este é um projeto em que acredito e ao qual dedico todo o meu entusiasmo, pois alinha-se com as minhas convicções. Esta candidatura surge, essencialmente, devido ao amor que tenho a esta terra e às suas gentes que me viram nascer e crescer, estas são as raízes dos meus pais e avós onde, com orgulho e satisfação, estou a educar os meus filhos.
Nestes últimos 20 anos, enquanto enfermeira, tenho uma relação muito próxima com as pessoas de todas as gerações, principalmente as mais novas e as mais idosas, com as quais tenho partilhado os seus momentos de tristeza e também de grande alegria, conhecendo profundamente as suas necessidades e preocupações. Celorico de Basto atravessa, atualmente, tempos muito difíceis, porque está estagnado, continuando a ser um dos concelhos mais pobres do país. Na nossa freguesia, essa pobreza expressa-se de muitas maneiras, desde as péssimas condições de habitabilidade à constante incapacidade em fixar a população, principalmente jovem, por falta de atratividade por não conseguirem almejar o nível de qualidade de vida que pretendem.
Levo comigo uma equipa de homens e mulheres de todas as idades que está motivada e empenhada em ouvir a população no terreno, em constatar as suas dificuldades e em procurar resolver, o quanto antes, os seus problemas. A política local precisa de caras novas e da participação de todos para podermos dar o melhor à freguesia e ao concelho, sempre com a transparência e integridade que são necessárias. Esta é a derradeira oportunidade de Celorico mudar e de termos a oportunidade de viver com a dignidade que merecemos. Queremos ouvir e conversar com todos e com todas.
Contem comigo como têm feito até hoje, eu conto convosco.